CASA DO POVO

CASA DO POVO

segunda-feira, 11 de março de 2019

Condenado por matar professora em Itabuna é preso no Rio Grande do Norte

Fernando Luna foi preso em Ponta Negra|| Foto Karisson Pontes/TV Ponta Negra
A polícia prendeu, na tarde de quinta-feira (7), em Ponta Negra, Natal, capital do Rio Grande do Norte, o itabunense foragido da justiça baiana Carlos Fernando de Jesus Luna, de 57 anos. Em 2008, Fernando Luna foi condenado a 10 anos de prisão por envolvimento na morte da professora Sônia Almeida dos Santos, em Itabuna. De acordo com sentença judicial, Luna contratou Wadson Martins Santos para jogar ácido na vítima, que morreu três meses depois. O crime aconteceu em agosto de 2007, quando a professora Sônia Almeida deixava o filho de 7 anos na escola, na Avenida Aziz Maron, a poucos metros da então sede do Ministério Público Estadual,em Itabuna.

Na época, Wadson Martins confessou que Fernando Luna o contratou por R$ 250 para cometer o crime. Segundo a polícia, a professora, que era casada, rejeitou o assédio do mandante do crime, que decidiu se vingar de maneira covarde. Inicialmente, ele foi condenado a 14 anos de prisão, mas meses depois teve a pena reduzida para 10 anos pelo Tribunal de Justiça da Bahia. Fernando ficou preso até 2010, depois colocado em liberdade. Ele ficou solto até julho de 2017, quando a Justiça determinou que voltasse para o presídio de Itabuna. Mas não ficou muito tempo detido. *Blog do Pimenta

Nenhum comentário:

Postar um comentário