CASA DO POVO

CASA DO POVO

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

Moro apoia apuração sobre pagamentos de ex-assessor de Flávio Bolsonaro

Foto: Reprodução
Nesta segunda-feira (10), o futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, defendeu que sejam esclarecidos os fatos relacionados ao relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) que indica movimentação financeira atípica de um ex-assessor de Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho de Jair Bolsonaro (PSL) e senador eleito. 
O ex-juiz comentou o caso e disse que explicações ainda precisam ser dadas. “O presidente já apresentou algum esclarecimento. Tem outras pessoas que precisam prestar seus esclarecimentos. E os fatos, se não forem esclarecidos, têm que ser apurados”, disse.
Vale ressaltar que o documento do Coaf indica que o ex-assessor parlamentar e policial militar Fabrício José Carlos de Queiroz movimentou R$ 1,2 milhão entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017. Uma das transações seria um cheque de R$ 24 mil destinado à futura primeira-dama, Michelle Bolsonaro.
Hoje vinculado ao Ministério da Fazenda, o Coaf vai passar para o Ministério da Justiça a partir do ano que vem. Sob sua responsabilidade, Moro disse que o órgão será reforçado.
“Haverá uma possibilidade de reforçar o corpo funcional, com o que se espera que haja uma maior eficiência. Também há uma intenção de deixá-lo trabalhando mais próximo dessas operações de investigação”, concluiu Moro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário