CASA DO POVO

CASA DO POVO

segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Em reunião de Conselho da República, Aleluia apoia intervenção em Roraima

Jaques Wagner
Um dos principais líderes do PT, Jaques Wagner afirma que não é hora de autocrítica. O ex-governador da Bahia diz que opositores querem “amplificar eventuais erros”, mas reconhece: “Nessa questão de corrupção, que gente nossa fez bobagem está claro”. Wagner era o favorito do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para substituí-lo na corrida presidencial, mas não topou. Foi voz dissonante no PT e chegou a defender o apoio a Ciro Gomes (PDT) em 2018. Agora, reclama do pedetista. “Quem defende a democracia não pode querer o isolamento do PT”, diz ele. Leia a entrevista completa na Folha de S. Paulo.
Folha de S. Paulo

Nenhum comentário:

Postar um comentário